Muitas são as áreas de estudo da paisagem, bem como as entidades e projetos que nela trabalham, em diferentes âmbitos e escalas territoriais. Todos são importantes agentes de valorização, proteção e construção de paisagens saudáveis. Aqui poderá encontrar as ligações para os sítios de projetos e entidades cuja área de atividade e objetivos são, de alguma forma, complementares aos do Museu da Paisagem.

Ajude-nos a construir esta rede. Se conhecer algum evento, projeto ou entidade (pública ou privada) que possa integrar esta “Paisagem em Rede”, informe-nos através do email info@museudapaisagem.pt.



Agência Portuguesa do Ambiente

A Agência Portuguesa do Ambiente pretende contribuir para o desenvolvimento sustentável de Portugal, assente em elevados padrões de proteção e valorização dos sistemas ambientais e de abordagens integradas das políticas públicas.

Aldeias de Montanha

As serras da Estrela e Gardunha possuem um conjunto de Aldeias de características únicas. São pequenos aglomerados representativos de um riquíssimo património cultural e ambiental e acima de tudo um importante testemunho da vida e culturas desse território. É com este espírito que aparece o Projeto de Dinamização da Rede de Aldeias de Montanha com o objetivo principal de desenvolver, de forma criativa e inovadora, um novo produto turístico, que assente nas potencialidades da cultura e tradições, e não menos importante nas sinergias do território.

Aldeias de Xisto

A ADXTUR congrega as intenções públicas e privadas de uma Região, que se revêem na gestão partilhada de uma marca, na promoção conjunta de um território, na criação de riqueza através da oferta de serviços turísticos e, na preservação da cultura e do património do mundo rural beirão.

Aldeias Históricas de Portugal

As 12 Aldeias Históricas de Portugal formam um acervo único da história do interior do país. Um destino que fascina tanto os portugueses quanto os turistas estrangeiros.

Arquivo Português de Lendas

O Arquivo de Lendas Portuguesas (APL) é uma base de dados ligada a um projeto aprovado pela FCT e liderado pela Universidade do Algarve. Destina-se a reunir conteúdos relacionados com lendas, narrativas para lendas literárias, a partir de gravações inéditas e de todos os tipos de fontes escritas.

Arte Y Natureza

Arte Y Natureza (AYN) é um projeto da Fundação Muñoz Ortega cujo principal objectivo é o desenvolvimento de uma rede de ideias, iniciativas e notícias sobre as intersecções entre a arte e a natureza. A Fundação Ortega Muñoz convidou o artista e curador António Cerveira Pinto para liderar este projeto.

Associação Palombar

A missão da associação Palombar prende-se com a preservação do património natural e construído.

Associação Plantar uma Árvore

As iniciativas da associação procuram valorizar o património natural, reduzir danos ambientais, gerar e recuperar espaços naturais, promover a biodiversidade e restabelecer funções ecológicas, através da restituição da floresta nativa, fomentando, transversalmente, de forma ativa, a sustentabilidade ecológica, a consciência ecológica, a cidadania participativa e a responsabilidade social e ambiental.

Associação Portuguesa Arquitetos Paisagistas

A APAP tem por objetivo representar a classe profissional dos Arquitectos Paisagistas junto das entidades oficiais competentes e outros organismos, bem como junto das organizações internacionais ligadas à Arquitectura Paisagista.

Associação Portuguesa de Ecologia da Paisagem

A Associação Portuguesa de Ecologia da Paisagem tem por o objectivo desenvolver a ecologia da paisagem em Portugal, segundo os objectivos da IALE, promover o conhecimento sobre a ecologia da paisagem no Mediterrâneo e sua disseminação e a investigação interdisciplinar no âmbito da ecologia da paisagem.

Associação Quercus

Ao longo dos anos, a Quercus tem vindo a ocupar na sociedade portuguesa um lugar simultaneamente irreverente e construtivo na defesa das múltiplas causas da natureza e do ambiente.

Associação Zero

A ZERO surge do interesse comum pela concretização do desenvolvimento sustentável em Portugal. O seu ADN comprova a ambição de intervir na sociedade portuguesa através de uma participação pró-ativa na defesa dos valores da sustentabilidade no território nacional.

Atlas das Paisagens Literárias de Portugal Continental

A aplicação utiliza o repositório de excertos literários compilados na base de dados do projeto LITESCAPE.PT - Atlas das Paisagens Literárias de Portugal Continental. Esta plataforma constitui uma ferramenta de visualização com grande potencial pedagógico, de investigação, de apoio à decisão e como suporte de projetos de lazer e turismo.

Centro Cultural Raiano

O Centro Cultural Raiano constitui o centro de referência disciplinar, técnica e funcional que desenvolve e coordena as acções básicas de pesquisa, preservação e comunicação referenciadas no património cultural, assumindo um papel preponderante na programação cultural do Município de Idanha-a-Nova.

Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território

Uma unidade de investigação científica focada na produção e disseminação de conhecimento em diferentes áreas da Geografia. Reconhecido formalmente pela Fundação para a Ciência e Tecnologia desde 2008, resulta do esforço cooperativo dos Departamentos de Geografia das Universidades de Coimbra, Porto e Minho.

Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota

Através do diálogo com os Ministérios da Cultura e da Defesa Nacional foi possível transformar o antigo Museu Militar no Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota (CIBA): um projecto inovador que, tirando partido das novas tecnologias, relança este conjunto patrimonial e a vivência que podemos ter dele.

Centro de Interpretação da Serra da Estrela

O Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE) é uma estrutura do Município de Seia vocacionada para a promoção do conhecimento e divulgação do património ambiental da serra da Estrela, que apresenta como objetivos principais: promover atividades no âmbito da interpretação da natureza, apoiar a investigação científica, desenvolver projetos  de educação ambiental e fomentar o turismo de natureza.

Centro de Interpretação das Linhas de Torres Vedras

O Centro de Interpretação das Linhas de Torres (CILT) é um espaço museológico polinucleado que tem como objetivo salvaguardar, estudar e promover o património das Linhas de Torres enquanto sistema de defesa militar que ditou a derradeira retirada do exército napoleónico de Portugal, naquela que ficou conhecida como a 3.ª invasão francesa - um dos episódios mais marcantes da história da nossa península.

Centro de Interpretação de Monsanto

O Centro de Interpretação de Monsanto é a porta de entrada para quem deseja conhecer de uma forma mais aprofundada o Parque Florestal de Monsanto, seja explorando as suas características naturais ou utilizando os diversos equipamentos desportivos e culturais.

Centro Interpretativo do Vale Glaciar do Zêzere

O Centro Interpretativo do Vale Glaciar do Zêzere, tem como objetivo dar a conhecer a formação da paisagem do Vale Glaciar do Zêzere e as potencialidades turísticas do Concelho de Manteigas.

Direção Geral do Património Cultural

O objectivo da plataforma da DGPC é facultar o acesso a um conjunto de informação alargado sobre as diferentes áreas de atuação da responsabilidade direta da Direção-Geral do Património Cultural e também sobre conteúdos relacionados com o universo de trabalho no âmbito do Património Cultural.

Direção Geral do Território

Ao organismo público incumbe prosseguir as políticas públicas de ordenamento do território e de urbanismo que zela pela consolidação do sistema de gestão territorial e pela aplicação e atualização do quadro legal e regulamentar que o suporta, promover e apoiar as boas práticas de gestão territorial e desenvolver e difundir orientações e critérios técnicos que assegurem uma adequada organização, valorização e utilização do território nacional.

Douro Valley

O Douro Valley é um projeto desenvolvido pelo CITMAD (Centro de Inovação de Trás-os-Montes e Alto Douro) em parceria com o INESC TEC, entidade coordenada pelo INESC Porto (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores do Porto), a UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro) e a Universidade do Porto (através da FEUP – Faculdade de Engenharia do Porto e da FEP – Faculdade de Economia do Porto). A iniciativa teve o apoio da Estrutura Missão do Douro.

E-Atlas Avieiro

O objetivo da plataforma consiste na caracterização e divulgação da Cultura Avieira que o Instituto Politécnico de Santarém veio desenvolvendo e apoiando desde 2006.

EVOA

O EVOA tem como motivação principal a conservação da avifauna do Estuário do Tejo e da Lezíria de Vila Franca de Xira enquadrada nos habitats naturais e agrícolas de que depende.

Geoparque Açores

Dado o carácter arquipelágico da Região, o Geoparque Açores assenta numa rede de geossítios dispersos pelas nove ilhas e zona marinha envolvente. A sua estrutura garante a representatividade da geodiversidade que caracteriza o território açoriano, que traduz a sua história geológica e eruptiva com estratégias de conservação e promoção comuns e baseada numa gestão descentralizada e com apoio em todas as ilhas.

Geoparque Arouca

O geoparque pretende contribuir para a proteção, valorização e dinamização do património natural e cultural, com especial ênfase no património geológico, numa perspetiva de aprofundamento e divulgação do conhecimento científico, fomentando o turismo e o desenvolvimento sustentável do território abrangido pelo Arouca Geopark.

Geoparque Naturtejo

Um geoparque é um território que combina a protecção e promoção do Património Geológico com o desenvolvimento local sustentável. O Património Geológico de um Geoparque Mundial da UNESCO é reconhecido internacionalmente e cada geoparque possui um conjunto de geossítios ou geomonumentos que testemunham a evolução do planeta Terra.

Geoparque Terra de Cavaleiros

O Geopark Terras de Cavaleiros é uma área geográfica bem definida, coincidente com os limites administrativos do Concelho de Macedo de Cavaleiros, com um importante património geológico ao qual se soma um grande património de biodiversidade, um notável património histórico-cultural, os produtos locais, a rica gastronomia e a arte de bem receber das suas gentes.

Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente

O GEOTA é uma organização não governamental de âmbito nacional, de Utilidade Pública. Constituiu-se legalmente em 1986, enquanto grupo de reflexão e educação na área do ambiente.

Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas

O propósito da entidade é acompanhar e assegurar a execução das políticas de conservação da natureza e das florestas, visando a conservação, a utilização sustentável, a valorização, a fruição e o reconhecimento público do património natural.

Jardim Calouste Gulbenkian

No Arquivo Digital do Jardim pode encontrar os documentos que explicam as singularidades desta obra, por meio de registos que pertencem ao arquivo da Fundação Calouste Gulbenkian, que integram ou estão diretamente relacionados com o Projeto do Jardim da Fundação, bem como alguns documentos provenientes dos espólios pessoais de Gonçalo Ribeiro Telles ou Antonio Facco Viana Barreto.

Liga para a Protecção da Natureza

A LPN tem como objetivos principais a defesa do ambiente e contribuir para a conservação do Património Natural, da diversidade das espécies e dos ecossistemas.

Monumento Natural da Pedra da Mua

As jazidas de icnofósseis da Pedra da Mua constituem um importante conjunto de ocorrências paleontológicas no concelho de Sesimbra. Sobressai no domínio da paleoicnologia dos dinossáurios, devido ao seu interesse científico, que lhe é conferido pela elevada qualidade dos icnitos e trilhos em que se constituem, pelo seu número, diversidade e distribuição no tempo.

Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios de Ourém/Torres Novas

O Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios de Ourém / Torres Novas localiza-se na povoação do Bairro, a 10 km de Fátima, no extremo oriental da serra de Aire, uma das unidades geomorfológicas que compõem o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC).

Monumento Natural das Portas de Ródão

As Portas de Ródão constituem uma ocorrência geológica e geomorfológica localizada nas duas margens do rio Tejo, nos concelhos de Vila Velha de Ródão e de Nisa. Este conjunto natural sobressai pela imponente garganta escavada pelo rio nas cristas quartzíticas da serra do Perdigão, com um estrangulamento de 45 m de largura.

Monumento Natural de Carenque

Esta jazida, descoberta em 1996 numa pedreira desativada (1 km a SE de Belas), localiza-se numa delgada camada de calcário do Cretácico Superior (Cenomaniano Médio Superior), com uma idade estimada em 90 a 95 milhões de anos, contendo um registo fóssil constituído por mais de uma centena de pegadas numa pista produzida por dois quadrúpedes herbívoros e, possivelmente, por carnívoros bípedes com mais de 120 m de comprimento.

Monumento Natural do Cabo Mondego

Os afloramentos jurássicos do cabo Mondego constituem um conjunto de excecional importância, nacional e internacionalmente reconhecida. Para além dos elevados valores presentes nos domínios da paleontologia de amonites, da paleoecologia de ambientes de transição, da sedimentologia e da paleoicnologia dos dinossáurios, este conjunto sobressai, em particular, no domínio da estratigrafia.

Museu Arte Rupestre de Rodão

Foram detetadas várias concentrações de gravuras rupestres ao longo deste vasto território (e até para além dele), de que merecem destaque os sítios de Fratel, do Cachão do Algarve, de Gardete (todos em Vila Velha de Ródão) e de S. Simão (Nisa). Entre estes núcleos principais, há uma solução de continuidade através de muitas centenas de gravuras dispersas por outros núcleos de menor densidade de gravações, como sejam os de Ficalho, Lomba da Barca, Alagadouro, Chão da Velha e outros. A crista quartzítica das Portas de Ródão, um monumento natural fendido pelas águas do Tejo, configura uma espécie de axis-mundi simbólico sensivelmente a meio deste vastíssimo território rupestre.

Museu da Memória Rural

O Museu da Memória Rural, sediado no concelho de Carrazeda de Ansiães, é uma unidade museológica destinada a trabalhar temáticas relativas à cultura rural e ao património imaterial da região duriense e transmontana.

Museu de Etnologia

O discurso do museu prende-se com a interrogação dos objectos em todos os momentos e contextos da sua circulação social, incidindo sobre estudos de colecções e fundos documentais que, nalguns casos, têm permitido fazer a revisitação dos terrenos de onde provieram os bens patrimoniais que o museu tem à sua guarda.

Museu de História Natural

O MUHNAC/Museus da Universidade de Lisboa tem como missão promover a curiosidade e a compreensão pública sobre a natureza e a ciência, aproximando a Universidade à Sociedade. Essa missão é atingida através da valorização das suas coleções e do património universitário, da investigação, da realização de exposições, conferências e outras ações de carácter científico, educativo, cultural e de lazer.

Museu de Mação/Figuras Rupestres de Mação

O objectivo central do Museu é o de combater a alienação, estimulando o racicocínio crítico e socializando o conhecimento sobre o território onde se insere. O seu discurso centra-se nos processos de constituição do “mundo rural”, ou neolitização, porque eles permitem uma discussão que ilustra a importância de entender o passado para discutir o presente, articulando conhecimentos sobre as modificações climáticas e ambientais, a tecnologia, a arquitectura, a arte e as diferentes comunidades que se conseguem identificar.

Museu do Côa

O Museu do Côa não substitui a visita aos sítios de arte rupestre do Parque Arqueológico do Vale do Côa, afinal o ‘verdadeiro’ Museu. Constitui-se antes como o portal que permitirá aos visitantes começar a descobrir a arte rupestre dos vales do Côa e do Douro.

Museu Interactivo do Megalitismo

A missão do Museu Interactivo do Megalitismo consiste na valorização e divulgação do património megalítico do Concelho de Mora e na afirmação da memória histórico-cultural do seu povo.

Natural.pt

Marca nacional ligada às áreas protegidas e aos valores a estas associados. A aposta na biodiversidade, na economia, no património e na identidade de Portugal que visa valorizar e promover, de forma integrada, os produtos e serviços associados a estes espaços é um dos principais objetivos. Associada à singularidade e valor ambiental e cultural das áreas protegidas de Portugal continental, a marca Natural.PT é uma iniciativa de promoção integrada do território, dos produtos e dos serviços existentes nas áreas protegidas.

Observatório da Paisagem da Charneca

O Observatório da Paisagem da Charneca é uma associação sem fins lucrativos, cuja criação tem inspiração no conceito de observatório da paisagem (OP) resultante da recomendação do Conselho da Europa, no âmbito da Convenção Europeia da Paisagem (CEP), para a criação de redes, centros ou fóruns tendo em vista a recolha, troca e dinamização de informação relativa à paisagem, promovendo assim o conhecimento e participação das comunidades envolvidas.

Observatório de Paisagem da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto

O Observatório de Paisagem da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto é concebido como um centro de pensamento, reflexão e ação em relação à paisagem. Estuda a paisagem, desenvolve instrumentos para a sua monitorização, prepara propostas e sensibiliza a sociedade para uma melhor proteção, gestão e planeamento da paisagem no contexto do desenvolvimento sustentável.

Observatório de Paisagem de Paredes de Coura

Os objetivos do observatório resulta da elaboração do Plano de Paisagem das Terras de Coura decorrente da aplicação ao nível municipal da Convenção Europeia da Paisagem e da Política Nacional da Arquitetura e Paisagem. 

Observatório do Território dos Açores

O Portal do Ordenamento do Território dos Açores é um espaço dedicado à divulgação de informação técnica nos domínios do ordenamento do território, do urbanismo e da paisagem, cuja competência pertence à Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, através da Direção Regional do Ambiente - Divisão de Ordenamento do Território.

Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa da Caparica

A Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa da Caparica (PPAFCC) estende-se ao longo da orla litoral, desde o aglomerado da Costa da Caparica até à lagoa de Albufeira, em território pertencente aos concelhos de Almada e Sesimbra.

Paisagem Protegida da Serra do Açor

A Paisagem Protegida da Serra do Açor (PPSA) situada na serra do Açor, no concelho de Arganil, com altitudes que oscilam entre os 400 m e os 1016 m e alberga duas áreas de especial interesse: a Reserva natural Parcial da Mata da Margaraça; e a Reserva de Recreio da Fraga da Pena.

Paisagem Protegida Local das Serras do Socorro e Archeira (PPLSSA)

A missão da estrutura é estudar e monitorizar as dinâmicas da paisagem e facilitar a recolha, produção e troca de informação, bem como o estabelecimento de protocolos e parcerias entre as instituições públicas e as comunidades locais.

Paisagem Protegida Regional da Serra da Gardunha

A Paisagem Protegida Regional da Serra da Gardunha abrange uma área de 10.547 ha e compreende a zona Sul do concelho do Fundão, a zona Norte do concelho de Castelo Branco, a zona Oeste da Quinta de Monte Leal e a zona Este do Castelejo. Na sua envolvência existe um conjunto de áreas protegidas, nomeadamente a Paisagem Protegida da Serra do Açor, o Parque Natural da Serra da Estrela, a Reserva Natural da Serra da Malcata, o Monumento Natural das Portas de Ródão e o Parque Natural do Tejo Internacional.

Parque de Natureza de Noudar

No Parque de Natureza de Noudar convoca-se o princípio de que o uso promove a conservação do território e recria a atividade agrícola na Herdade, respeitando as práticas e as tradições da região, ao mesmo tempo que se promove o eco turismo no respeito pela natureza.

Parque Nacional da Peneda-Gerês

O Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG) abrange território de 22 freguesias distribuídas pelos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço, Montalegre, Ponte da Barca e Terras de Bouro. Esta Área Protegida forma um conjunto com o parque natural espanhol da Baixa Limia - serra do Xurés, constituindo com este, desde 1997, o Parque Transfronteiriço Gerês-Xurés e a Reserva da Biosfera com o mesmo nome.

Parque Natural da Arrábida

Assente na cadeia montanhosa da Arrábida e área marítima adjacente, o Parque Natural da Arrábida (PNArr), ocupa uma superfície de aproximadamente 17 mil ha, dos quais mais de 5 mil são de superfície marinha, abrangendo território pertencente aos concelhos de Palmela, Sesimbra e Setúbal.

Parque Natural da Serra da Estrela

O Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE) abrange o essencial do maciço da Estrela, estendendo-se por território dos concelhos de Celorico da Beira, Covilhã, Gouveia, Guarda, Manteigas e Seia.

Parque Natural da Serra de São Mamede

O Parque Natural da Serra de São Mamede (PNSSM) inclui o essencial da serra com o mesmo nome, o mais importante dos relevos alentejanos, em território pertencente aos concelhos de Arronches, Castelo de Vide, Marvão e Portalegre.

Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros

O Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros (PNSAC) abrange o essencial do Maciço Calcário Estremenho, abrangendo territórios pertencentes aos concelhos de Alcobaça, Porto de Mós, Alcanena, Santarém, Torres Novas e Ourém.

Parque Natural de Montesinho

O Parque Natural de Montesinho (PNM) situa-se no Alto Nordeste transmontano, abarcando a parte setentrional dos concelhos de Bragança e Vinhais, fazendo fronteira a nascente, norte e poente com Espanha.

Parque Natural de Sintra-Cascais

O Parque Natural de Sintra-Cascais (PNSC) estende-se do limite norte do concelho de Sintra, junto à foz do rio Falcão, para sul até à Cidadela de Cascais. A serra de Sintra, com 528 m de altitude máxima, é o seu elemento dominante, a que se juntam, a completar a paisagem, uma extensa área rural e uma belíssima faixa costeira.

Parque Natural do Alvão

O Parque Natural do Alvão (PNAl) situa-se na zona de transição entre o Minho e Trás-os-Montes em territórios pertencentes aos concelhos de Mondim de Basto e Vila Real. As Fisgas de Ermelo constituem uma das paisagens geomorfologicamente mais interessantes do Parque.

Parque Natural do Douro Internacional

O Parque Natural do Douro Internacional (PNDI) inclui os troços fronteiriços dos rio Douro e Águeda, bem como as superfícies planálticas confinantes pertencentes aos concelhos de Figueira de Castelo Rodrigo, Freixo de Espada à Cinta, Miranda do Douro e Mogadouro.

Parque Natural do Litoral Norte

O Parque Natural do Litoral Norte (PNLN) entende-se ao longo de 16 km de costa, do litoral norte, entre a foz do rio Neiva e a zona da Apúlia, em área administrada pelo município de Esposende e abrange parte das freguesias de Antas, Apúlia, Belinho, Esposende, Fão, Gandra, São Bartolomeu do Mar e Marinhas.

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV) estende-se desde São Torpes, a sul de Sines, até ao Burgau, já na costa sul algarvia, numa faixa marítima de dois km de largura que acompanha a Área Protegida em toda a sua extensão. Abrange territórios nos concelhos de Aljezur, de Odemira, de Sines e de Vila do Bispo.

Parque Natural do Tejo Internacional

O Parque Natural do Tejo Internacional (PNTI) abrange o vale do troço fronteiriço do rio Tejo, vales confinantes e áreas aplanadas adjacentes. estende-se por território pertencente ao concelho de Castelo Branco, Idanha-a-Nova e Vila Velha de Ródão

Parque Natural Regional do Vale do Tua

A área do Parque Natural Regional do Vale do Tua ( PNRVT ) é de aproximadamente 25 mil ha., situado no Baixo Tua, entre os distritos de Vila Real e Bragança, e integra os municípios de Alijó, Murça (margem direita do rio Tua), Vila Flor, Carrazeda de Ansiães (margem esquerda do rio Tua) e Mirandela.

Passadiços do Paiva

Os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. São 8 km que proporcionam um passeio "intocado", rodeado de paisagens de beleza ímpar, junto a descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa.

Pessoas, Fronteiras e Objetos

Intervenção artística que envolve ‘estar’ com as PESSOAS, caminhar e passar FRONTEIRAS e construir OBJETOS. O trabalho decorre na Serra do Caldeirão, nos “caminhos velhos” entre o Ameixial (aldeia, sede de freguesia, concelho de Loulé) e a Mealha (monte da freguesia de Cachopo, concelho de Tavira).

Plataforma Salvar o Tua

A Plataforma Salvar o Tua está empenhada em alertar a sociedade civil e os decisores políticos para a incompatibilidade entre a barragem de Foz Tua e os valores protegidos pela classificação do Alto Douro Vinhateiro Património Mundial.  Para levar a cabo a sua missão, a Plataforma realiza várias iniciativas, quer do foro jurídico, quer ações de esclarecimento da opinião pública para travar a construção da barragem de Foz Tua.

Portal Euro Bird

Durante os últimos dez anos, o número e a diversidade de portais dedicados à recolha de observações de aves aumentaram rapidamente e a maior parte da Europa está agora coberta por pelo menos um deles. Alguns portais são baseados em sistemas muito específicos e cobrem uma área geográfica limitada (por exemplo, uma região ou país) enquanto outros funcionam em vários países usando o mesmo pacote básico.

Portugal num Mapa

O Portugal Num Mapa é um espaço que promete dar a conhecer lugares imporváveis e não comunicados.

Projeto Entre Serras

O Projeto Entre Serras tem como objetivo a promoção e a interação entre natureza e arte contemporânea na multiplicação de possibilidades e horizontes para um produto turístico que pretende valorizar de modo sustentável este território e as suas comunidades.

Reserva da Faia Brava

O objetivo da reserva é conservar, valorizar, conhecer e divulgar o património natural do Nordeste de Portugal, pela via da sustentabilidade e com a participação da comunidade, através da gestão e da proteção de áreas naturais.

Reserva Natural da Serra da Malcata

A Reserva Natural da Serra da Malcata (RNSM) localiza-se entre a vila de Penamacor e a cidade do Sabugal, junto à fronteira com Espanha. O seu símbolo é o lince-ibérico, o felino mais ameaçado do mundo.

Reserva Natural das Dunas de São Jacinto

A Reserva Natural das Dunas de São Jacinto (RNDSJ) situada no extremo da península que se estende entre Ovar e a povoação de São Jacinto, limitada a poente pelo oceano Atlântico e a nascente por um dos braços da Ria de Aveiro. Ocupa parte do território da freguesia de São Jacinto no concelho de Aveiro.

Reserva Natural do Estuário do Tejo

A Reserva Natural do Estuário do Tejo (RNET) é composta por cerca de dois terços de águas estuarinas e abrange território pertencente aos concelhos de Alcochete, Benavente e Vila Franca de Xira.

Reserva Natural do Paul do Boquilobo

A Reserva Natural do Paul do Boquilobo (RNPB) acompanha um troço do rio Almonda, que nasce na Serra de Aire e desagua na margem direita do Tejo, constituindo uma zona húmida com características de paul, inundada sazonalmente pelo transbordo do Almonda e do Tejo.

Rios Livres GEOTA

“Rios Livres” é um projeto do GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, que tem como missão preservar os rios selvagens em Portugal e alertar para a importância social, ambiental e económica dos ecossistemas ribeirinhos.

Rota do Românico

A rota pretende contribuir para o desenvolvimento sustentado do território do Tâmega e Sousa, através da valorização do património cultural e arquitetónico de estilo românico, criando um produto turístico e cultural de excelência.

Rota Vicentina

Concebida como estrutura pública, a Rota Vicentina pretende afirmar-se como uma característica linha definidora da região, viabilizando o seu usufruto através de uma das práticas mais naturais à condição humana – a caminhada. Para além da implementação do caminho, o projecto prevê também a sua integração na oferta turística e comunidade local e a divulgação a nível nacional e internacional.

Sociedade Exploratória para a Interpretação da Paisagem

A organização dedica-se à compreensão  do homem através da paisagem que constrói e habita. Investigando e expondo a dialéctica homem/terra, a S.E.I.P. torna legível uma realidade que está na maioria das vezes obscura. Desta maneira promove a redescoberta de nós mesmos, a compreensão de quais são as nossas urgências existenciais e como as destacamos e as apreendemos.

Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves é uma organização não-governamental de ambiente sem fins lucrativos que promove o estudo e a conservação das aves e dos seus habitats em Portugal.

Via Algarviana

O pedestrianismo e a observação da natureza no Algarve, tem sido a actividade mais desenvolvida pela Almargem, desde a sua criação em 1988.

West Coast

West Coast é um colectivo nómada de investigação e criação artística, em torno do território e as suas diferentes dimensões - estética, cultural, social, ambiental.

Wilder

Nesta plataforma poderá encontrar artigos sobre conservação da natureza, naturalistas, Ciência (incluindo a Ciência Cidadã), livros, fotografia e desenho e História Natural. A missão é inspirar os cidadãos para a apreciação da natureza e melhorar a biodiversidade, através de conteúdos de elevada qualidade editorial.