Exposição coletiva "A experiência do lugar: olhares e registos da paisagem", com Catarina Neves, Filipa Ribeiro, Joana Gregório, João Gomes de Abreu, Joana Perre, Margarida Carvalho, Maria Manuel Pedrosa, Matilde dos Reis, Miguel Reis, Rita Máximo e Tomás Reis. Com curadoria de Margarida Carvalho. Escola Superior de Comunicação Social, Lisboa. Abril - Maio 2019.

A exposição coletiva “Texturas impermanentes: paisagens do Tejo” reúne um conjunto de fotografias realizadas em vários pontos de observação, situados no seio da bacia hidrográfica do Tejo, durante o trabalho de campo levado a cabo para a criação do Museu da Paisagem. Enfatizando uma dimensão de presença física, ao laborar a partir de materiais que apelam ao olhar e ao tato, como a impressão fotográfica e a superfície de madeira que lhe serve de suporte, a exposição convoca igualmente, de modo subtil, várias operações relacionadas com o ambiente digital onde se encontra alojado o Museu da Paisagem.